[Contexto] A partida é o início de nossas vidas

507
SHARE

por Luciana Assunção

Todos nós temos duas coisas em comum:

– Passamos a vida sonhando e,

– Passamos a vida  com medo.

É interessante como essas duas coisas (pois não sei se as chamo de sentimentos ou sensações) estão sempre caminhando de mãos dadas. Mas elas andam, e estão dentro de todos nós lutando diariamente.

Se o medo vence nos arrependemos. Mas temos medo de conquistarmos nossos sonhos e nos arrependermos também. É paradoxal, mas alguns chamam isso de vida.

Para o sonho se tornar realidade, precisamos de ação. Alguns culpam a falta de dinheiro e oportunidade por não realizarem seus sonhos, e algumas vezes é o acontece. Outras simplesmente nossas decisões anteriores reagem e temos que fazer escolhas, ou a reação se torna a única opção.

Mas existem algumas pessoas que conseguiram realizar o sonho. Pegaram suas malas e partiram para o desconhecido. Alguns por um novo emprego, uma aventura, até mesmo um grande amor….

Essas pessoas conseguiram vencer o medo e, muitas vezes cheias de medo, sairam do seu refúgio e correram para o desconhecido. Algumas se frustaram, outras se encontraram. Muitos o fizeram só para se divertir, outros porque precisavam se recriar.

E nesse novo caminho, todos continuaram com medo. Talvez passaram a ter mais medo do que antes. Mas a ousadia de quebrar os paradigmas da própria vida os fizeram crescer.

Todo mês estarei aqui com vocês para falarmos sobre isso: sobre MEDO, sobre CORAGEM, sobre MUDANÇAS.

Venho aqui para contar como foi para as pessoas decidir mudar o rumo da própria vida, porque o fizeram e qual o resultado. Será que valeu a pena?

As histórias contadas aqui são de pessoas que perderam o medo e saíram do conforto de suas casas para sentirem mais medo. Paradoxal não é mesmo? Mas é a verdade.

Não importa aonde estejamos, seja em outro estado ou em outro país, as pessoas pegaram suas malas e coragem e se foram, seja por um curto tempo ou para sempre, e mudaram suas vidas completamente.

Vamos contar sobre o medo, as alegrias, as decepções. Sim, decepções, pois nem tudo são flores (e boa parte não é mesmo).

Cada pessoa tem uma visão de mundo diferente, por isso, vou tentar falar pouco sobre mim e muito sobre as diversas outras pessoas. Nenhuma tem um pensamento igual ao outros, mas todas tomaram a mesma decisão em algum momento de suas vidas: partir.

É sobre a aventura que eles viveram (e alguns ainda vivem) que irei escrever nesse blog. Não para instigar o glamour, mas inspirar quem deseja mudar a história da própria vida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here